PACIENCIA AO USAR OCULOS

Hey você, sim você mesmo que usa óculos!
Já ouviu o balconista falar: _ Eu entendo, Sr(a), mas isto é questão de tempo para se adaptar?

Diariamente muitas pessoas reclamam da adaptação dos óculos novos, e daí você se pergunta:
Mas será porque isto ocorre comigo?

Na verdade não existe uma resposta absoluta e igual para todos, por isto alguns casos devem ser levado em consideração, entenda:

post-saude-ocular1O poder do nosso psicológico sobre as ações em nossas vidas é super importante, então, devamos considerar o óculos apenas um acessório físico e matemático que projetará a imagem no fundo de olho, mas que toda complexidade de acontecer depende também da nossa paciência em aguardar algum tempo para que o foco seja memorizado pelo cérebro, e, portanto, devemos aceitar que enxergar bem é a combinação do produto, de sua precisão e sobretudo da sua vontade em se adaptar as novas condições e desafios apresentados.

Lembra quando você se deparou com alguma dificuldade em enxergar?
A primeira coisa que veio a cabeça foi!…Nossa, vou ter que usar óculos?!?!

 

 

Usar óculos sempre foi uma barreira quase intransponível para muitos, mas hoje o mercado oferece Cerebroarmações lindas, e certamente alguma vai combinar com você, portanto, ao constatar que precisa usar óculos supere imediatamente este déficit psicológico, afinal, este é o primeiro passo para as coisas tornarem-se mais fácil e por isto sugerem-se algumas instruções:

 

Feito isto, as chances de enxergar com dificuldade são bem reduzidas, haja visto, que certamente neste momento você deve ter adquirido algo que lhe oferecerá a qualidade de vida que você precisa.

 

Agora, se algo não estiver de acordo, discute-se o seguinte:

Lentes

Margaret Thatcher disse: “Eu sou extremamente paciente contanto que consiga o que queira no final”.

DICA:

Utilize o óculos com toda sua veemência, use e abuse de seus recursos, e quando o mesmo num prazo pré determinado não atende sua expectativa, retorne ao oculista e ou até mesmo a sua ótica, pois obrigatoriamente eles deverão entende-lo(a) e auxiliá-lo(a) na resolução da respectiva adversidade.

Em: Blog