IBGE informa: Visão infantil em perigo

A cada ano que passa, fica mais notável um elevado número de crianças na dependência de óculos para melhorar sua visão e seu desenvolvimento, mas os números que o (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nos apresenta serve como um alarme ainda mais preocupante. Estatistica

 

O último senso realizado apresentou que 2,2 milhões de crianças com idade entre 6 a 14 anos tem alguma dificuldade em enxergar, isto significa que quase a medade das crianças não relatam aos pais justamente por não terem a consciência do problema, hajavisto que 75% das alterações visuais não apresentam sintomas no início.

 

Um problema grave no Brasil é a não realização do “teste de olhinho” em todo território nacional, o que de fato prejudica a identificação de possíveis problemas logo ao nascer, isto porque até os dois anos de idade, 90% do sistema ocular já está desenvolvido.

Alguns sinais servem de alertas para os pais, tipo:

Teste-do-olhinho-divulgaçãoPupila opaca ou acizentada:
Indica doenças congênitas como catarata e ou retinoblastoma;

Lacrimejamento excessivo:
Indica obstrução do canal lacrimal ou possível glaucoma por trauma durante a realização do parto;

Cabeça inclinada para os lados entre 2 e 5 anos:
Sinaliza estrabismo que pode gerar uma ambliopia (olho preguiçoso);

Ver TV muito próximo, afastar o livro, ou serrar os olhos em ambientes muito claros a partir dos 6 anos caracteriza dificuldade visual clássica;

 

Mas um outro número muito importante que se deve salientar é que 60% da cegueira é evitável e até 20% pode ser curável em definitivo, para tanto, é necessário a procurar uma solução sempre de maneira rápida e objetiva.

Dica:

Aos papais e mamães, todos devem cobrar o teste de olhinho nos bebes recém nascidos logo no hospital antes de sair da maternidade, e se perceber anomalias na estrutura ocular em casa, favor levar ao médico impreterivelmente. Se após os 4 ou 5 anos (idade pré escolar) a criança se comportar diferente da maioria visualmente, deve-se procurar um Optometrista e ou Oftalmologista de sua confiança e enfim realizar o primeiro exame completo de acuidade visual.

 

Em: Blog